JESUS FALA AOS DISCÍPULOS

Jesus fala com os Discípulos

Posted by Michely Manuely on Segunda, 30 de março de 2015

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Devocional 28/04/2010 Quarta - Feira


"Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores." Mateus 6:12

Pensamento: Cada dia que passa, pecados pequenos e pecados grandes vão acumulando uma dívida que esmagaria qualquer esperança se não fosse o perdão de Deus. Só quando enxergamos o quanto devemos a Deus é que vamos entender como é pequena a dívida de nosso irmão para conosco. Para nos poupar da morte que o pecado traria, Jesus teve que morrer em nosso lugar. À medida que compreendemos o quanto Deus nos perdoou e o quanto Seu perdão custou, é que podemos perdoar quem pecou contra nós. Mas, o inverso também é verdade. Se não conseguimos perdoar o irmão é sinal de que ainda não compreendemos o quanto custou ao nosso Pai para que fôssemos perdoados. Está sendo difícil perdoar alguém? Tente pensar em quanto Deus já lhe perdoou e compare a sua dívida com a dívida do seu devedor.



Oração: Meu Pai, ajude-me a lembrar que o Senhor é também Pai de cada um que me deve. O Senhor deseja a paz e a reconciliação que só o perdão traz para cada um, inclusive eu. Obrigado por me lembrar quão bom também para mim é o perdão que está ao meu alcance. Em nome de Jesus lhe agradeço. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paulo Cesar Baruk - Dependo de ti

ESPIRITO SANTO- Fernanda Brum

Tudo pode mudar"Catedral"

Cristo vive em mim - Ton Carfi

Quão Grande És Tu (Harpa Cristã) - Diante do Trono -Maravilhoso

Abraça-me

Toque em Cristo - Ton Carfi

Paulo Cesar Baruk confiar em ti

Eis me aqui " Aliança do Tabernáculo " CD O CHAMADO

Se tu quiseres crer "O Milagre vai acontecer"

Cristo vive em mim

ME DERRAMAR

Resistindo a tentações - Ele me ama

Pamela - Clipe de "A Chave"

Jeremy Camp - I Still Believe- "Eu ainda acredito"

chora que a vitória vem - Lea mendonça

"Love Is Not a Fight - Warren Barfield"Tradução Música do Filme A Prova de Fogo

AMOR

AMOR
AMOR
Preciso ter uma conversa séria com você, mas desta vez acho que você não vai se entediar e nem se aborrecer com o assunto...
Quero falar de amor, quero falar deste sentimento glorioso que me move em direção a você, deste sentimento que me faz respirar com mais alegria, que me faz agradecer a Deus pelo simples fato de estar viva!
Para ilustrar o quanto você me completa e me faz feliz, vou falar de coisas simples como pássaros, flores, campos, riachos, pipocas, beijinhos e bons aromas. Vou tentar dizer o quanto essas coisas simples se tornam mais belas e saborosas quando você está por perto.
Hoje, vou falar de amor. Não porque me sinta extremamente poética ou inspirada; não há neste bilhete nenhuma pretensão poética, literária ou filosófica: vou falar de amor simplesmente porque você não sai do meu pensamento, vou falar de amor simplesmente porque ele me invadiu desde que eu te conheci e, tenho certeza, este sentimento não vai me abandonar tão cedo.
Querido, vou falar de amor porque gostaria muito que você sentisse o quanto é necessário para mim, o quanto me faz feliz e diferente, o quanto você me faz melhor.